DC Comics vai relançar clássicos da Hanna Barbera

Aqueles que têm mais de 25/30 anos de certeza se lembram da Hanna Barbera. A Hanna Barbera foi uma empresa fundada em 1957 nos Estados Unidos que dominou o panorama das séries de animação durante cerca de 30 anos (até aos anos 90) com clássicos como Scooby Doo, The Jetsons, The Flintstones, Yogi Bear ou The Smurfs. Após o ano 2000, a empresa que detinha Hanna Barbera, a Turner, fundiu-se com a Warner e o nome Hanna Barbera desapareceu completamente sendo todos clássicos atrás referidos parte integrante do universo Warner.

Agora, em 2016, a DC vai revitalizar algumas dessas séries míticas dando-lhes um update para o novo século. Infelizmente por agora é só em modo Banda Desenhada. Quiçá no futuro possamos ter séries de televisão.

Scooby Doo Apocalypse

Scooby Doo Apocalypse
Créditos da Imagem: DC Comics

Freddie, Velma, Daphne, Shaggy e Scooby-Doo vão ter que salvar o mundo de uma experiência que correu mal. O mundo está cheio de monstros mutados por um virus de nanite que aumenta os seus medos, terrores e instintos básicos. Desta vez os monstros são reais numa aventura pós apocaliptica onde os nossos heróis vão ter de usar todas as suas capacidade de resolução de mistério para sair desta embrulhada. A história vai ser escrita por Jim Lee and Keith Giffen (Justice League 3001) e a arte por Howard Porter (Suoerman).

Penso que é uma abordagem muito radical ao Scooby Doo. Acaba por ser um total remake ao core da história, deixando se ser um mistério de monstros que eram sempre falsos, para uma realidade onde os monstros são bem reais e a equipa de Mystery Machine são quase os Ghostbusters do sítio.

Future Quest

Future Quest
Créditos da Imagem: DC Comics

Esta é uma história que junta o aventureiro mais icónico do mundo de Hanna Barbera, Jonny Quest, e o seu companeiro Hadji, com um conjunto de heróis de outras séries criadas pela mesma empresa. Temos Space Ghost, The Herculois, Birdman, Mightor e Frankenstein Jr, e muitas outras. Muitas destas séries infelizmente não me lembro e não sei se alguma vez chegaram a passar na televisão portuguesa.

Esta banda desenhada vai ser trazida à vida por Writer Jeff Parker (Aquaman, Justice League United, Batman ’66) e o artista Evan “Doc” Shaner (Justice League Darkseid War: Green Lantern).


Créditos das Imagens: DC Comics

Wacky Raceland

Wacky Raceland
Créditos das Imagens: DC Comics

Uma das séries mais míticas que deu na televisão portuguesa vai ser totalmente refeita e, ao que parece, deixa de ser a série cómica e goofy para passar a ser uma série em que de Wacky Race só tem mesmo o conceito dos carros.

Numa época de esperança e inocência com a Utopia na linha da chegada deu caminho a um Armageddon planetário e um deserto cheio de lagos radioactivos, tempestades de nanotecnologia e mutantes canibais. Contra estas adversidades, os Wacky Racers continuam a sua corrida, mas agora numa competição para a sobrevivência, onde só pode haver um vencedor quando a bandeira de vencedor for largada (adaptado e traduzido da descrição original da DC).

Esta série vai ser trazida à vida pelo escritor Ken Pontac (Reboot, happy Tree Friends), o artista Leonardo Manco (Hellblazer) e o design dos veículos por Mark Sexton (Mad Max: Fury Road).

The Flinstones

Flintstones
Créditos das Imagens: DC Comics

Esta é a família mais conhecida da pre-história e, segundo a DC, pouca coisa vai mudar nos hábitos de Fred, Wilma, Barney e Bety. Muda o aspecto trazido pela artista Amanda Conner (Harley Quinn, Starfire) e a direcção da história que agora é dada pelo escritor Mark Russell (Prez, God is Disappointed in You). Só esperemos que este novo take à série não acabe com o tom cómico que a sempre nos habituou.

Enquanto esperamos que estas séries cheguem de novo à televisão, as bandas desenhadas vão estar disponíveis nas bancas a partir de Maio, isto nos Estados Unidos. Por cá penso que estarão presentes pela mesma altura em lojas da especialidade ou então sempre através do ebay ou amazon.

Lego Shop: Londres

Para aqueles que seguem o meu blog devem ter notado que na semana que passou houve uma falha nos já habituais posts diários. Isto deveu-se a uma viagem de trabalho que me fez passar praticamente a semana toda em Londres.

Apesar de ser em trabalho, esta viagem deu para visitar alguns locais turísticos em Londres. Como fã de Lego existe um que não podia falhar: a loja física da Lego no centro comercial de Westfield.

Lego Shop

A loja não é muito grande, mas tem todos os sets que um fã de Lego pode querer. Tecnic, Piratas, Nexus, Star Wars, you name it. Está decorada com sets montados dando especial destaque aos sets novos.

Lego Shop

Lego Shop

Lego Shop

Tem também um serviço que permite criar 3 minifiguras com uma variedade enorme de peças. Penso que o preço é aceitável para 3 figuras e muito porreiro para que procura peças em especifico. Vi lá por exemplo o corpo da Múmia da série 3 ou a parte inferior da Forest Maiden da série 9. Infelizmente como estava acompanhado não tive tempo suficiente para construir as minhas minifiguras. Se lá forem, vão com muito tempo.

Lego Shop

Em termos de compras apenas comprei 2 sets pequenos:

75900 Mummy Museum Mystery

75900 Mummy Museum Mystery

76044 Clash of the Heroes

76044 Clash of the Heroes

Estes foram os sets que escolhi trazer porque tinham figuras que ainda não tinha na minha colecção, principalmente o do scobby do e porque o meu espaço de mala era muito limitado. Em termos de preço custaram cerca de 16€ cada um, ligeiramente menos do que se comprasse na lego shop (o 75900 custa 16.99€ e o 76044 custa 15.99€). E como é uma loja oficial, o vip program da Lego funciona e ainda temos direito aos polybags. Neste caso o do Olaf o qual a minha filha adorou.

Olaf

A loja tem ainda um serviço de pick a brick muito útil para quem constroi mocks mas que infelizmente não tenho fotos.

Portanto, para um fã de Lego é uma paragem obrigatória e não trazer nada é um crime! Paragem obrigatória sempre que for a Londres.

Será que o Joker de Jared Leto vai impressionar?

Jared Leto Joker

Ser o Joker não é para todos. Tem de ser ter uma boa dose de loucura e o actor tem de se tornar o personagem.

Depois do Oscar de melhor actor secundário com “O Clube de Dallas” em 2014, ninguém dúvida da qualidade de Letto em interiorizar um personagem. No caso de Joker ele levou o personagem ao extremo interiorizando tanto o personagem que alguns membros do elenco de Sucicide Squad tinham medo dele. Classificaram-no como “Arrepiante”, “Intenso” e “Fenomenal”. Chegou inclusivé a enviar um cadáver de um porco, um rato e balas a outros membros do elenco.

Segundo o actor, interpretar Joker foi, nas suas palavras:

… I took a pretty deep dive. But this was a unique opportunity and I couldn’t imagine doing it another way. It was fun, playing those psychological games. But at the same time it was very painful, like giving birth out of my prick hole.”

Ou seja, interiorizou o personagem, foi uma oportunidade única e não a imaginava de outra maneira. No entanto foi uma experiência muito dolorosa, quase como dar à luz pelo pénis. Acho que esta frase vai marcá-lo durante algum tempo.

Apesar de não ser fan do aspecto de Joker, não tenho dúvida nenhum que Jared Letto vai ter interpretações da mesma ordem de grandeza de Jake Nicholson (Batman 1989) e Heath Ledger (The Dark Knight 2008). Quiçá, se o filme tiver algum sucesso, pode ser que seja nomeado e ganhe de novo o Oscar de melhor actor secundário. Seria épico um personagem de BD ganhar dois Oscars da academia.

Novas minifiguras chegam ao Covil

A minha colecção foi recentemente reforçada com 4 novas minifiguras:

Novas Minifiguras

Da esquerda para a direita temos:

General Zod: O conhecido vilão do filme Man of Steel. Disponível no set 76009-1: Superman: Black Zero Escape. Figura extremamente completa porque possui armadura, capacete e capa. Dei 4.75€ pela figura que me pareceu um valor aceitável.

Michaelangelo: O mais divertido das 4 tartarugas ninja. Vinha sem as matracas que terei de adquirir numa próxima compra no bricklink. Esta figura está disponível no set 79100-1: Kraang Lab Escape. Com esta já tenho 2 das 4 tartarugas ninja. Já tinha adquirido o Raphael numa compra anterior de minifiguras. O Michaelangelo custou 5.85€.

Constalble: Constable da série 11. Com esta figura já fico com metade da série 11 completa. Esta figura custou-me 3.45€.

Wrestler: Esta minifigura só existe no universo do filme da lego. Achei graça porque fazia o par ideal com o meu wrestler da série 1. Está disponível no set 70809 – Lord Business’ Evil Lair. São bastante idênticos, quase como se fossem da mesma colecção. Custou 4.5€.

Battle Mech: Mais uma figura da série de minifiguras, desta feita da série 9. A série 9 é uma das séries que tenho menos minifiguras por isso por 3.95€

Ao custo das figuras ainda tenho de adicionar o valor de 8€ dado que todos os items vieram da Alemanha. Porque mandei vir de tão longe? Infelizmente este vendedor era o que tinha duas figuras que queria oferecer à minha filha. Duas figuras DUPLO que lhe faltavam para completar as figuras dos piratas da terra do nunca: a Izzy e o Cuby. De modo a minimizar os custos, decidi comprar mais umas quantas figuras e estas foram as escolhidas dada a relação raridade/necessidade/preço.

No geral penso que fiz boas compras. Tento sempre que as figuras não passem os 5€-7€ por uma questão de orçamento e mesmo assim estou-me a esticar. No entanto de vez em quando faço a extravagância de gastar 10€ numa figura quando considero que valem a pena. Até hoje devo ter feito isso 2 ou 3 vezes.

Batman: Bad Blood

Batman: Bad Blood

É normal os filmes de animação da Warner/DC Comics não desiludirem. Este é um desses casos.

Gostei de ver um filme do Batman onde não se centraram no herói mas sim nos seus sidekicks, explorando o que que fariam caso ele desaparece-se.

Em termos de história, Batman é dado como morto e Nightwing, Dick Grayson, o Robin original, tem de o substituir dado que Gotham não consegue viver sem a figura do Homem morcego. Para o ajudar tem Damian Wayne, o novo Robin, filho de Bruce Wayne e neto de Ra’s al Ghul. Uma nota, aconselho a verem o filme Son of Batman que mostra quem é Damian e como se tornou o Robin – muito bom. Juntam-se também à festa a Batwoman, Katherine Kane, e ainda o tech powered Batwing, Luke Fox, o filho de Lucious Fox, o homem que cria toda a tecnologia para o Batman.

Atrevo-me a dizer que este filme é feito para os fãs, dado que mostra toda a família do Batman numa demanda para o salvar.

Em termos de animação não é dos piores filmes que já vi tendo cenas de acção bastante boas. Em termos de história vale por ver toda a família de Batman junta, apesar de ter uma boa fase de suspense que se dissipa mal se percebe quem é o vilão do filme.

Star Wars Rebels : Segunda temporada

A 2ª temporada de Star Wars rebels vai a meio e a Disney lançou o trailer de meio de temporada onde se adoça o gosto para muitos acontecimentos interessantes que estão prestes a acontecer. A descoberta de antigos templos, o contacto de Ezra com Yoda, o confronto de Asoka com o teu mestre, o agora Darth Vader, a criação de um novo light saber por parte de Ezra, o aparecimento da princesa Leia, entre muitos outros eventos que não divulgam, mas abrem o apetite para os próximos episódios.

Quando Rebels foi lançado, os criadores divulgaram que nesta série seriam revelados bastantes acontecimentos que se iriam ligar com os novos filmes.

Um desses acontecimentos é aparecimento do crossed light saber, sim o mesmo que Kylo Ren usa no episódio VII. Outro é a teoria que circula na internet de Ezra não é mais nada menos que o Supremo Lider Snoke. Eu acho esta teoria bastante repuxada porque Snoke aparenta ser extra terrestre e não um humano envelhecido. A Teoria de que Snoke é de facto Darth Plagueis, o Sith Lord que desafiou a morte, parece-me ser muito mais plausível. Ainda para reforçar este facto, no trailer aparece alguém que aparenta ser um Sith Lord e que não aparenta ser o imperador.

Ezra  Lightsaber

Ainda na sequência de acontecimentos introduzidos pela Série Star Wars: Rebels, não me chocava nada que os Inquisitors fossem uma versão passada dos Knights of Ren, os cavaleiros que aparecem numa visão de Rey e que Kylo Ren comanda. Seria interessante até porque pouco ou nada se sabe sobre eles. Apenas a referência visual na visão de Rey e uma referência dada por Snoke.

Knights Of Ren

Vamos ver o que mais esta série tem para oferecer dado que ainda não chegou ao nível da Clone Wars. Mas as coisas podem mudar.

Dawn of Justice League

O Trailer do filme Suicide Squad estreou num programa muito exclusivo do canal CW (canal onde passam séries como o Arrow ou o The Flash).

Neste programa o anfitrião Kevin Smith apresenta juntamente com Geoff Johns (o Chief Creative Officer da DC Comics) o mundo da Justice League. Começam com filme Batman v Superman, seguem para o filme da Wonder Woman e terminam com a apresentação mundial do trailer do filme Suicide Squad. Revelam também quem são os membros da Justice League e ao contrário do que eu tinha dito num post anterior o Green Lantern, ou melhor os Green Lantern Corps, vão mesmo aparecer.

Se são fãs do género, vale mesmo a pena ver!
.

Suicide Squad

Ontem foi revelado o primeiro trailer de Suicide Squad. O que promete? Muita acção por isso aqui vai!

O que posso dizer do Trailer? Caos!!!! Será que a DC vai conseguir mesmo acertar com a fórmula no seu primeiro filme de anti-heróis? A ver pelo trailer, Sim!

O que é o Suicide Squad? O Suicide Squad é uma equipa de anti-heróis condenados ao corredor da morte e a quem é permitido redução da pena em troca dos seus serviços. Por causa das suas habilidades únicas, são contratados pelo governo dos Estados Unidos, em particular por uma personagem chamado Amanda Miller, para fazerem parte de uma equipa de assalto que tem por objectivo executar missões extremamente perigosas. A sua base de operações é a prisão de Belle Reve.

Quem faz parte do Suicide Squad?

Suicide Squad

Harley Quinn (Margot Robbie) – É definida no trailer como sendo “just crazy”. Era originalmente uma psiquiatra, Dra. Harleen Frances Quinzel, que trabalhava no Arklam Asylum e se apaixonou pelo Joker. Desde então aparece recorrentemente como ajudante e apaixonada do mesmo.

DeathShot (Will Smith) – É o assassino de serviço. Começou na DC como um vilão, mas ao longo do tempo foi-se tornando um anti-herói. É considerado o atirador mais letal do universo da DC.

Killer Croc (Adewale Akinnuoye-Agbaje) – É um dos mutantes de serviço. Pouco sei sobre a sua origem a não ser que se tornou um vilão devido à família que o maltratava. Era seu objectivo tornar-se o barão do crime de Gotham City mas nunca conseguiu.

Enchantress (Cara Delevingne) – É a mágica de serviço. Os seus poderes foram-lhe dados por um ser mágico de nome Dzamor e aparentemente torna-se vilã, talvez por ser desequilibrada e não ter tido qualquer espécie de guia.

Captain Boomerang (Jai Courtney) – Outro dos assassinos de serviço mas desta feita usa boomerangs. Não tem nenhum poder especial apenas é exímio na utilização de Boomerangs, arte que desenvolveu enquanto criança.

Slipknot (Adam Beach) – Mais um vilão sem poderes mas dotado de uma corda especial que desenvolveu enquanto trabalhava para uma companhia de químicos.

El Diablo (Jay Hernandez) – O Piromaniaco de serviço. É um criminoso que possui dentro dele um demónio que lhe dá os seus poderes.

Katana (Karen Fukuhara) – Tatsu Yamashiro é uma especialista em artes marciais que possui duas espadas místicas em que uma delas, de nome soultaker, possui a alma do seu falecido marido. Não sei porque é que ela está no suicide squad dado que ela é considerada uma heroina e não uma vilã. Penso que isso será revelado no filme.

Rick Flagg (Joel Kinnaman) – É o representante do governo do estados unidos e o lider do Suicide Squad.

Pelo trailer existem também várias referências ao Joker (Jared Leto), vilão que dispensa apresentações. Não se percebe bem o papel dele no filme, mas poderá ser o principal antagonista.

Pelo meio do filme também irá aparecer Batman (Ben Affleck) fazendo a ponte definitiva com o restante universo que a DC está a criar.

A estreia está marcada para dia 5 de Agosto de 2016.

Dawn of Justice League

Foi divulgada pela Warner a primeira imagem da Justice League, o suposto 5º filme da Warner. Relembro que os outros são Man of Steel e os futuros Batman v Superman, Suicide Squad e Wonder Woman.

Desta imagem o mais interessante é ver o aspecto dos membros que ainda não tinha aparecido: Aquaman (Json Mamoa), Cyborg (Ray Fisher) e Flash (Ezra Miller). A ausência marcante é a de Green Lantern que é membro original da liga e não está presente neste concept. (Espero não chegar à conclusão que esta imagem é fake dado que há sempre esse risco nestas primeiras imagens que supostamente aparecem)

E assim tem início mais um cinematic universe que não deverá ser tão épico como o da Marvel, mas que deverá ter igual qualidade.

Justice League

Lego Hulk Buster

Fazendo parte da minha estratégia de tentar obter minifiguras mais baratas, pela altura de natal comprei numa grande superfície o set 76031 – The Hulk Buster Smash.

The Hulk Buster Smash

Como sempre, retirei as minifguras e coloquei o set à venda. No entanto tive uma conversa muito interessante com um membro de uma das comunidades a que pertenço. Ele disse que era parvo estar-me a desfazer do set dado que a armadura faz parte da minifigura e como só colecciono minifiguras, fazia todo o sentido ficar com ela.

Esta conversa ficou-me na cabeça algum tempo até que acabei por dar razão ao rapaz e lá fiquei como o set. Este fim de semana resolvi montar o set e fiquei agradado com o resultado. Confesso que esperava que o Hulk Buster fosse maior, mas depois de olhar para o número de peças do set não podia esperar algo grande.

Confesso que gostei da build e quanto mais construo mais organizado fico, o que melhorou muito a velocidade de construção. Considero que a separação inicial que fiz das peças contribuiu para a construção se tornar algo agradável e não uma caça ao tesouro.

E assim a minha coleção de minifiguras tem o reforço de um Hulk Buster!

Fiz uma pequena experiência de stop motion com a build para poder partilhar com todos o resultado final.