Ghost in the Shell

Como fan de anime uma das minhas grandes lacunas era o Ghost in the Shell. Sim, nunca o tinha visto e o grande gatinho para o ver foi o trailer do filme que vai estrear em 2017 com Scarlett Johansson. Senti que o tinha de compreender para ter uma opinião.

O filme de animação é muito bom. No entanto sinto que em termos de argumento tem algumas lacunas comuns nos filmes dos anos 90 que dificultam a compreensão de todo argumento. Talvez se o ver de novo o compreenda de outra forma.

Depois de ver o filme de animação parti logo para o trailer de modo a perceber se a história é muito diferente ou não. Não apanhei no filme de animação o facto de ela ser mesmo um ser artificial criado a partir de um humano. Achei que isso era apenas um pressentimento dela e nunca ficou confirmado. Certas cenas do trailer também não me lembro de ver no filme, como a do cemitério e a do assassinato com as geishas. No entanto pode ser apenas uma forma de contar a história de forma um pouco diferente para o bem do argumento. Fiquei também contente com o manter do feeling geral do filme (Major, Basou e Togusa) bem como algumas das cenas mais importantes estão lá como a luta final contra o tanque.

Vamos ver se o resultado final vai ser fiel ao original. Não digo igual porque sei que o argumento do filme de animação não iria funcionar no cinema (desculpem fans incondicionais de Ghost in the shell, é uma opinião). No entanto espero que mantenha a ideia geral do filme, as principais cenas e mais importante o mesmo final.

Não sei se será um filme para todos, porque me parece que vai ser um filme de nicho para os fans. Sei que eu pelo menos estarei no cinema para o ver.

Entretanto fica o trailer que já saiu à cerca de 2 semanas. A estreia do filme no cinema está marcada para 31 de março nos estados unidos. Espero que seja a mesma data em Portugal.

Confirmada 3ª temporada de Young Justice!

Young Justice

Ainda recentemente estava a falar da possibilidade da CW ter a série live action de Young Justice e eis que a WB Animation anuncia que a minha série de animação preferida do universo de animação DC vai voltar. Prometem novos perigos e traições, mas mais que isso, a oportunidade de vermos mais aventuras destes heróis.

Young Justice Temporada 3

Nesta nova temporada voltam os produtores originais Brandon Vietti (Batman: Under the Red Hood e Superman: Doomsday) e Greg Weisman (Star Wars Rebels, Gargoyles e The Spectacular Spider-Man).

Infelizmente não há datas de lançamento, mas só por si a noticia do retorno é emocionante.

A série centra-se numa equipa de super heróis que são sidekicks/ex-sidekicks ou de alguma maneira relacionados com membros da Justice League:

Dick Grayson – O Robin original que mais tarde se torna NightWing. É o lider da equipa.
Kaldur’ahm – Este é o Aqualad, o sidekick de Aquaman. Ele partilha a liderança da equipa com o Nightwing.
Wally West – é o sidekick do Flash com o nome de código Kid Flash.
Conner Kent – Este é o Superboy, um clone do Super Homem criado por Lex Luthor.
Megan Morse – Ou M’gann M’orzz na sua língua nativa, é também conhecida por Miss Martian e é a sobrinha de Martian Man Hunter.
Artemis – É introduzida na história como a sobrinha do Green Arrow e tem o nome de código Tigress

Transformers: Combiner Wars

Ultimamente tenho andado a recordar o mundo dos Transformers através da série Transformers Prime. Apesar de ser mais séria que muitas que existem ou existiram, continua a ser uma bocado teen não apelando certamente a um público mais adulto (mas claro que esse não era target quando a imaginaram).

Agora a Hasbro, juntamente com o canal Machinima, desenvolveram uma séries web que visa apelar a um público que cresceu a ver a série original dos anos 80. Assim nasce Transformers: Combiner Wars que se centra em Transformers que se podem combinar e formar Transformers maiores, como o Devastator. Vai ser uma nova história completamente diferente daquilo que tem sido explorado até ao momento sendo quase uma continuação da série original.

Starscream

O concept art parece estar a um bom nível. A imagem de Starscream transporta-nos imediatamente para a série original dos anos 80 que era exactamente o objectivo. A figura está lá, só que desta feita muito mais detalhada.

Foram entretanto lançados vários pequenos vídeos de introdução a alguns dos personagens: Optimus Prime, Starscream, Windblade e Victorion.

E finalmente foi lançado o trailer da série:

Pelo trailer dá para perceber o tipo de animação, que me parece bastante aceitável, e um pouco da história sem revelar muito a sua direcção. O primeiro episódio estreou na plataforma go90 (que não está disponível no nosso país).

Vamos esperar que os episódios sejam lançados no canal oficial da Machinima para perceber perceber se realmente esta série vai ter um futuro feliz e ser uma referência para todos os fans adultos desse grande universo que são os Transformers.

Os filmes mais interessantes a estrear em Junho

Este mês vamos ter uma série de filmes interessantes dentro da temática do Blog:

Teenage Mutant Ninja Turtles: Out of the Shadows

Teenage Mutant Ninja Turtles: Out of the Shadows

Sinopse:

Miguel Ângelo, Donatello, Leonardo e Rafael regressam para enfrentar vilões ainda mais temíveis, juntamente com April O’Neil, Vern Fenwick e um novo personagem: Casey Jones. Depois de ter escapado da prisão, o super-vilão Shredder vai unir-se ao cientista Baxter Stockman e dois capangas, Bebop e Rocksteady, para desencadear um plano diabólico e dominar mundo. Enquanto as Tartarugas preparam-se para combater Shredder e a sua nova equipa, deparam-se com uma ameaça ainda maior: o temível Krang.

Começamos por um filme o qual tenho mixed feelings. Trata-se da sequela de Michael Bay de tartarugas Ninja. O que é bom é que eles aperceberam-se da verdadeira porcaria que fizeram no primeiro e com este filme tentaram-se redimir. Segundo várias criticas que li o filme está melhor, mais próximo do conceito original que os fãs querem, mas mesmo assim não só não resolve os problemas introduzidos no primeiro filme, como só por si não convence. Talvez por essa razão tenha um mediocre 6.6 de pontuação no IMDB.

Estreou dia 1 de junho.

Warcraft

Warcraft: The Beginning

Sinopse:

O pacifico reino de Azeroth está à beira da guerra. A sua civilização enfrenta uma assustadora raça de invasores: os orcs abandonaram a sua terra e colonizaram outra. Assim que o portal entre os dois mundos se abre, um exercito enfrenta a destruição enquanto outro enfrenta a extinção. De lados opostos, 2 heróis confrontam-se e o resultado pode decidir o destino da sua familia, do seu povo, da sua casa.

Este leva-me a outro filme do qual eu tenho um medo imenso. As primeiras criticas que sairam na internet não foram boas, no entanto tem um tímido 7.9 no IMDB. O trailer não convence muito dada a quantidade de CGI abismal que se vê. Mais uma vez as grandes produtoras preferem filmar em ecrã verde do que criar os ambientes. Isto torna os filmes mais artificiais e, na minha opinião, não nos transporta para o universo do filme.

O filme estreia em dia feriado, dia 10 de junho.

À Procura de Dory

Finding Dory

Um amigável mas esquecido peixe azul reune-se com seus entes queridos, e toda a gente aprende algumas coisa sobre o verdadeiro significado de familia ao longo do caminho.

Agora numa perspectiva mais de animação, a sequela do filme de Animação “À procura de Nemo” de 2003 (sim já passaram 13 anos). Para mim uma tentativa da Disney de espremer a série mais um pouco. Vamos ver dia 23 de junho o resultado final.

Independence Day: Resurgence

Independence Day: ressurgence

Sinopse:

Duas décadas após a primeira invasão, a terra enfrenta outra amecaça extra terrestre. Será que os novos mecanismos de defesa da humanidade serão suficientes?

A sequela do filme dia da independência trás muitas memórias de infância. Na altura foi um dos meus filmes preferidos que recordo com muito carinho. 20 anos depois a sequela trás-nos os heróis de infância de volta (excepto Will Smith) e a esperança que consigamos sair do cinema com a mesma sensação que tivemos à 20 anos.

O filme tem estreia marcada para dia 24.

A evolução do Homem Aranha

Spider Man

Capitão América: Guerra Civil marcou o regresso ao grande ecrã do aranhiço mais famoso do mundo, e desta feita pelas mãos do seu criador, a Marvel.

No entanto Homem Aranha já anda pelo pequeno e grande ecrã à muito tempo. Precisamente desde 1967, ano em que Homem Aranha estreou a sua série animada de televisão, uma que tinha uma música que se tornou intemporal.

Em termos de grande ecrã o Homem Aranha teve a sua primeira aparição num filme turco de nome 3 Dev Adam (3 Homens Gigantes) de 1973. Nesse filme é também a primeira vez que o Homem Aranha luta contra o Capitão América. Segundo a Wikipedia obviamente que os criadores do filme não tinham os direitos para usarem as personagens.

Após isso o Homem Aranha apareceu ao longo dos anos em dezenas de formatos desde cinema, televisão, passando pelo Anime e pelo LEGO. Nos nossos dias teve 5 filmes de acção, todos pelas mãos da Sony. Os 3 primeiros protagonizados por Tobey Maguire (2002, 2004 e 2007) mas, depois de um terceiro filme com pouco sucesso, mais 2 filmes protagonizados por Andrew Garfield (2012 e 2014). Depois de um acordo inesperado entre a Sony e a Marvel, os direitos do Homem Aranha passaram não só integralmente para o lado da Marvel, como possibilitaram a adição do aranhiço ao seu universo cinematográfico. Isto obviamente exigiu um recast do actor, agora protagonizado por Tom Holland, e a criação de uma nova origem mais adaptada ao universo onde ele agora se integra.

Desde a série de animação de 1963 até ao franzino Homem Aranha de Capitão América: Guerra Civil, aqui fica a evolução do personagem ao longo dos anos.

Trailer de Voltron: O defensor do Universo

Voltron

No passado já tinha falado no regresso de Voltron desta feita por parte da Netflix.

Depois de ver o trailer, a primeira impressão que tenho é que a série é muito na onda de Avatar, the last Airbender. Um anime ocidental, muito limpo e detalhado com bastantes toques de comédia à mistura. Considero que se tiver a mesma qualidade que Avatar, decerto vai ser uma grande série e não vai desapontar.

A estreia está marcada para dia 10 e, como é normal na Netflix, todos os episódios vão estar imediatamente disponíveis.

Até lá, Let’s go Voltron Force!

Zootropolis

Zootropolis

A aproveitar o fim de semana dedicado ao Pai levei a minha filha ao cinema. O filme escolhido foi o recém estreado Zootropolis da Disney.

Provavelmente nunca o teria ido ver ao cinema se não fosse a minha filha. No entanto foi uma agradável surpresa. Apesar de para ela serem animais a interagir uns com os outros, o filme tem um sentido muito mais profundo. Trata de relacionamentos inter-espécies, com uma grande metáfora em como animais tão distintos, desde o pequeno rato ao enorme elefante, arranjaram uma forma de conseguirem coexistir.

O filme no seu todo é engraçado e não é previsível o que é bom. A animação está muito bem conseguida e existem detalhes absolutamente fenomenais, como Zootropolis estar dividida em zonas (Tundra, Floresta tropical, deserto e a grande cidade) de forma a todos os animais poderem lá viver.

Existem momentos absolutamente brilhantes. Um deles devo destacar porque me parece dos mais bem conseguidos nos últimos anos em termos de comédia em filmes de animação. A preguiça na DMV é uma cena absolutamente hilariante que colocou os adultos da sala a rir uns bons minutos. Ao senhor que teve a ideia, os meus parabéns porque está absolutamente fantástica. Parte dessa cena pode ser apreciada no trailer. Podem contar também com referências ao Breaking Bad (YAH!), O Padringho, Ratatouille, muita Shakira e uma tarde bem passada com os vossos filhos. Para verem um excelente video com todos os easter eggs do filme, vejam o filme abaixo.

(CONTÊM SPOILERS)

Recomendo vivamente verem este filme principalmente se tiverem pequenos, eles vão adorar os animais. No entanto, não se desloquem de propósito ao cinema. Confesso que há escolhas bem melhores como o tão aguardado Batman V Superman que estreia já esta quinta dia 23 de Março.

O Filme de Angry Birds

angry birds movie

Angry Birds é um dos jogos mais conhecidos à face da terra, um dos jogos que bateu todos e records e que também salvou a empresa que o criou, a Rovio, da bancarrota. De facto Angry Birds foi a 52ª tentativa da Rovio, os outros tinham falhado, este tinha de acertar… E acertou… em GRANDE! Estamos a falar do jogo que demorou 6 meses a ficar no top da apple store e depois de ficar ficou lá meses a fio. Mais uma curiosidade, este jogo já foi downloaded mais de 1 bilião de vezes!

6 anos após o lançamento e depois de dezenas de versões do jogo, mudaram de plataforma e viraram-se para o cinema e vão lançar Angry Birds The Movie.

A história deve ser simples: O porcos vêm, roubam os ovos, os pássaros vingam-se. No entanto, e pelo o que o trailer deixa transparecer, vai ter muito bom humor e comédia à mistura.

Deixo-vos o international trailer que penso que dá os ingredientes suficientes para querer ver o filme. O filme tem estreia marcada em Portugal para dia 1 de Junho.

Será que vamos ter o retorno da melhor série de animação da DC?

Young Justice

Segundo o site Comic Book Resources, a Netflix (quem mais) está a ponderar investir numa 3ª temporada de Young Justice! Sim Young Justice, uma das melhores séries que a DC já lançou e foi injustamente cancelada em 2013.

A série centra-se numa equipa de super heróis que são sidekicks/ex-sidekicks ou de alguma maneira relacionados com membros da Justice League:

  • Dick Grayson – O Robin original que mais tarde se torna NightWing. É o lider da equipa.
  • Kaldur’ahm – Este é o Aqualad, o sidekick de Aquaman. Ele partilha a liderança da equipa com o Nightwing.
  • Wally West – é o sidekick do Flash com o nome de código Kid Flash.
  • Conner Kent – Este é o Superboy, um clone do Super Homem criado por Lex Luthor.
  • Megan Morse – Ou M’gann M’orzz na sua língua nativa, é também conhecida por Miss Martian e é a sobrinha de Martian Man Hunter.
  • Artemis – É introduzida na história como a sobrinha do Green Arrow e tem o nome de código Tigress

Para quem não conhece a série e é fã do género, recomendo vivamente a sua visualização porque não só dá uma visão única sobre os sidekicks de todos os heróis DC, como as histórias estão muito bem conseguidas e a animação está muito boa. Só para terem ideia do aspecto, encontrei este fan made trailer que dá para perceber o que se pode esperar:

Entretanto, ao que sei, apesar das duas primeiras temporadas estarem disponíveis na Netflix USA, por cá não temos essa sorte por isso quem quiser ver terá que recorrer a canais alternativos.