Como construir um vilão

Há poucos filmes onde o principal antagonista torna-se algo tão épico que é lembrado por gerações. Lembro-me de por exemplo Hannibal Lecter, Darth Vader ou The Joker.

Este último, Joker, é um daqueles vilões que assenta que nem uma luva em Batman e quando bem explorado por um argumentista, torna-se algo verdadeiramente magnífico.

Não é à toa que o filme The Dark Knight tem 9 no IMDB e é considerado por muitos um dos melhores filmes do Batman de sempre. Para mim, digam o que disserem, é o melhor filme Batman ponto. Isto só foi possível porque Batman e Joker são a completa antitese um do outro (condenados a serem os eternos inimigos) e o argumento do filme soube explorar esse facto. Se formos a ver Scarecrow e Bane, apesar de bons, não foram épicos como Joker. E claro, é necessário um actor que saiba interpretar Joker. Heath Ledger conseguiu-o de maneira brilhante e por esse facto foi recompensado com um Oscar (post-mortem mas completamente merecido).

Este post obviamente vem na sequência de um vídeo que vi no youtube sobre criar o antagonista perfeito. Centra-se no Joker de Dark Knight e as razões que, segundo o autor do filme, levaram a que este personagem fosse perfeito para este Batman e que contribuíram para que o filme fosse tão bom. Vale a pena perderem 10 minutos a vê-lo.

Novas séries de minifiguras para 2017

lego-batman-minifigures-collection

De acordo com o site brickfanatics 2017 será o ano em que a LEGO vai-nos deslumbrar com 2 novas séries temáticas de minifiguras (para além da série 17).

Desta feita vamos ter uma série exclusiva para o filme de Ninjago e uma série exlusiva para o filme The Lego Batman Movie. Os rumores são que este último vai trazer ainda mais minifiguras que a série Disney o que não me espanta dada a quantidade brutal de fatos de Batman que foram revelados no último trailer do filme.

Isto são obviamente excelentes notícias para colecionadores de minifiguras como eu que têm oportunidade de colecionar vários temas diferentes sem necessidade de comprar sets.

Agora só falta a LEGO anunciar uma série de minifiguras da Star Wars.

Obrigado LEGO!

Aquaman chegou ao Covil

Aquaman, o rei de tudo o que é marinho, foi criado por Paul Norris e Mort Weisinger e teve a sua estreia em 1941 na banda desenhada More Fun Comics #73. Os seus poderes incluem capacidade de nadar a grande velocidade, telepatia com tudo o que é animal marinho e capacidade de aguentar as profundezas do oceano. Fora de água possui ainda força sobre-humana, sentidos super apurados e uma pele quase impenetrável.

FunComics73

No mundo LEGO, Aquaman apenas tem uma versão da minifigura lançada em 2013 com o set 76000 Arctic Batman vs. Mr Freeze : Aquaman on Ice e em 2015 no set 76027 Black Manta Deep Sea Strike.

Foi ainda reeditado em 2016 num fun pack da LEGO Dimensions onde vem com um pequeno veículo.

71237 Fun Pack Aquaman

Aquaman

A minifigura representa a versão original de Aquaman com o corpo laranja e o cinto amarelo, com o seu símbolo, o A, na fivela. As mãos e as calças são verdes, tal como na figura original. No entanto, se o corpo está muito bom e fiel em termos de detalhe, as calças ficam muito atrás. Falta o detalhe para elevar a figura para outro nível. A cabeça é exclusiva da minifigura enquanto o cabelo foi originalmente criado para esta figura, mas já foi reutilizado no set promocional 40166 LEGOLAND Train de 2016.

No entanto é a única versão de Aquaman no mundo LEGO e essencial para qualquer colecionador que pretenda ter a Liga da Justiça.

Mais novidades cinematográficas da SDCC

Obviamente que a DC/Warner não podia ficar atrás da Marvel e lançou 2 trailer e um sneak peak dos seus 3 próximos filmes.

Suicide Squad

Este é o derradeiro trailer do filme antes da da estreia de dia 5 de Agosto. Embora pertença ao universo de BvS e Man of Steel, este filme está um pouco à parte dessa linha de história. O único herói da Justice League que está planeado aparecer é Batman (Ben Affleck claro), provavelmente fazer a ligação com um dos maiores vilões da DC e seu principal antagonista, Joker.

Wonder Woman

O tão ansiado filme do universo cinemático da DC, Wonder Woman, está aí. A DC começou pelo lado caminho errado (na minha opinião) ao lançar o filme de BvS. Penso que a estratégia da Marvel funciona melhor ao apresentar os personagens 1 por 1 em filmes individuais e só no fim fazer o grande filme com todos. A grande vantagem é que o público já conhece os personagem e permite concentrar-se na acção sem preocupação de o apresentar.

Justice League

Ainda que um pouco prematuramente, a Warner/DC decidiu lançar um conjunto de imagens daquele que é o flagship das duas companhias em termos de filmes de Super Heróis: Justice League. Ao ver o video fiquei com algum medo… Achei cyborg estranho e pelo aspecto da coisa vão ter de o “criar” durante o filme. Lá está, podia estar resolvido se o filme de Cyborg estivesse antes… A não ser que este filme de baseie na história dos novos 52 e aí faz todo o sentido ele ali estar. No entanto, nessa história eles não tentam formar uma equipa, eles são obrigados a trabalhar em conjunto. E para essa história falta algumas peças essenciais. A primeira era nenhum dos heróis se conhecer. A outra é Green Lantern.

Posto isto, não sei sinceramente o que pensar do que vi. É muito vago e estranho o Batman andar a reunir heróis com a Wonder Woman. Vamos ver o que vai sair daqui… por agora fico apenas na expectativa e torcer para que não estraguem tudo.

Kong: Skull Island

Temos agora o regresso do gigante King Kong, Do que vi gostei, apesar de ter receio que todo o sumo que o filme tem esteja resumido neste trailer. A ver vamos. Por agora apenas podemos especular.

Legion

Por fim a Fox aliou-se à Marvel para lançar outra série de super heróis. Desta feita é a história de David Haller, um jovem de 18 anos com problemas mentais. Resumindo este jovem é filho Gabrielle Haller e Charles Xavier, sim, o professor X. Ele na verdade é Legion, um mutante de nível Omega (que significa que está na categoria dos mais poderosos do universo Marvel) e possui múltiplas personalidades, as quais controlam cada um dos seus poderes.

Vai ser interessante ver o que vão fazer com este tema e saber se estará ao nível de séries como Dare Devil e Jessica Jones, do rival Netflix.

Lego Batman Movie

Este deve ser o filme de animação de 2017 e deve estar genial. Uma abordagem cómica à personagem de Batman e tudo em LEGO. A não perder de certeza.

Joker, Harley e os Ghostbusters chegaram ao Covil

E não, desta vez não foi sobre a forma de LEGO. Desta vez foi em forma de tshirt.

Para quem me conhece bem sabe que eu sou um apaixonado por tshirts geeks. No verão não uso outra coisa e encontrei uma bela fonte a preços muito acessíveis.

A Primark, passo a publicidade, é uma excelente fonte de tshirts geeks ao acessível preço de 8€. Nada mau não é?

Hoje, foram estas que chegaram:

GhostBusters

Joker e Harley

HE-MAN e Thundercats

O que é que HE-MAN e Thundercats têm em comum? Bom à primeira vista absolutamente nada. Mas em Outubro vão ter tudo.

He-Man e ThunderCats

A Mattel em parceria com a DC Comics acabaram de anunciar um crossover épico entre os dois universos. Imaginem o que é juntar o mundo de Lion-O e Mumm-Ra com o universo de He-Man e Skeletor. São dois dos desenhos animados mais épicos da infância de muitos adultos, duas séries que viraram fenómenos na sua altura e agora vão ver os seus universos a colidir.

A história vai ser trazida à vida por Rob David, líder da equipa de argumentistas da Mattel, e a sua equipa, pelo produtor Loyd Goldfine e pelo artista Freddie E. Williams II, responsável por comics como Batman ou Tartarugas Ninja.

A sinopse apontada pela DC é a seguinte: “No seu desejo eterno de destruir os poderosos ThunderCats, o vilão Mumm-Ra procura uma arma que possa rivalizar com a legendária Sword of Omens: a espada do poder de He-man! Mas este cruzamento de dimensões vai iniciar um cataclismo que, pela primeira vez, vai unir Lion-O, Cheetara, Tygra, Panthro, WilyKit e WilyKat com He-Man, Battlecat, Teela, Man-At-Arms e o resto de Masters of the Universe”.

A colecção vai começar a ser lançada a 5 de Outubro e é constituída por 6 volumes. Uma colecção que eu não vou perder.

(fonte)

Wonder Woman chegou a Covil

A Wonder Woman, também conhecida como princesa Diana de Themyscira ou, em Portugal, como Mulher Maravilha, é um personagem da DC Comics, uma semi Deusa, princesa guerreira amazona e um dos membros originais da Justice League. Apareceu pela primeira vez em Dezembro de 1941 numa banda desenhada chamada All Star Comics número 8.

Na versão original foi criada a partir de uma escultura de argila esculpida pela sua mãe, a Rainha Hippolyta. No entanto, em anos mais recentes ela é considerada filha de Zeus e criada pela Rainha Hippolyta, General Antiope e Menalippe.

Entre os seus poderes estão o voo e super força e possui Gadjets como o laço da verdade, umas bracelets indestrutíveis, uma tiara a qual era pode ser lançada e o mítico avião invisível que hoje em dia já não é muito usado.

Ao Covil chegou a versão LEGO mais clássica de Wonder Woman. Esta versão faz parte do set 6862 Superman vs Power Armor Lex tendo sido reeditada mais recentemente no Fun Pack de LEGO Dimensions 71209 Wonder Woman que trás como veículo acessório o seu avião invisível. Infelizmente a minha versão não vinha o clássico laço por isso tenho de tratar de o arranjar à parte.

Wonder Woman

A figura tem algum detalhe, quer no corpo quer nas pernas e possui uma peça única que serve como cabelo onde está a sua tiara. Outras versões mais recentes estão bastante melhores em termos de detalhe, como a que saiu no set 76046 Heroes of Justice: Sky High Battle que possui uma versão de Wonder Woman com bastante detalhe que tenho de ter.

Wonder Woman

Resta dizer que a figura custou 5€ e foi uma excelente adição à minha colecção de figuras clássicas da DC que já vai tendo algum tamanho.

O que há de novo em Batman v Superman: Extended Ultimate Edition

Este artigo obviamente contém spoilers, por isso se ainda não viste o filme, não te aconselho a ler.

Ontem foi dia de finalmente ver a extended cut de um filme que gerou muitas criticas e que outros tantos diziam que a versão estendida é que é. No entanto ainda há um longo caminho para percorrer.

Esta versão estendida está francamente melhor. Apesar do filme ser extenso (3 horas), fiquei bastante contente ao ver que muitos dos temas que na versão de cinema eram atirados ao ar, aqui têm uma explicação e um fio condutor.

Kahina Ziri

Começa logo com o início da história, o suposto envolvimento de Super Homem no massacre da pequena vila de Nairobi. Percebe-se melhor quem são os envolvidos, mais cenas a explicar o trabalho de Lois Lane em perceber o que realmente aconteceu e aquela que me parece ser o kicker nesta história. O facto de Kahina Ziri, a mulher que alega no senado que foi o Super Homem o culpado, mostrar o seu arrependimento e perceber-se o que realmente aconteceu para ela estar a mentir. Outra dos factos que a investigação de Lois descobre é que a cadeira é feita de chumbo, o que explica porque é que o Super Homem nunca poderia ter visto a bomba.

A investigação de Clark Kent

Nesta cut também se dá um maior destaque aos sentimentos de Super Homem em relação a toda a situação. Enquanto na cut original Super Homem parecia um personagem frio e sem sentimentos, nesta versão ele mostra-se claramente preocupado e a sofrer com toda a situação e uma série de cenas foram adicionadas. Uma delas foi, após a explosão no senado, o Super Homem a ajudar as pessoas e não a voar logo para fora dali como na versão do cinema. Também é mostrado um pouco mais da investigação de Clark Kent sobre Batman, o que ajuda a compreender o porquê de ele sentir ódio pelo cavaleiro das trevas.

Steppenwolf

No final do filme, quando Lex é finalmente preso, vê-se ele a comunicar com Steppenwolf, um dos novos Deuses e tio do grande vilão galático Darkseid. Sempre esperei que Darkseid fosse o grande vilão de Justice League mas, de acordo com rumores de sites da especialidade, o grande vilão do primeiro filme será mesmo Steppenwolf. Isto explica o aparecimento dele no filme de Batman v Superman embora o seu relacionamento com Lex Luthor não seja explicado. Outro detalhe que é revelado é o facto de Lex ir para Arkham asylum o que pode significar algumas alianças interessantes de futuro.

Jena Malone

Outros detalhes menos relevantes são adicionados, como o aparecimento de Jon Stewart (o do Daily Show e não o Green Lantern), uma cena de Alfred a cortar Lenha, dois policias a ver um jogo de Futebol americano entre as equipas de Gotham e Metropolis, o aparecimento de Janet Klyburn (Jena Malone) a ajudar Lois Lane com a bala mistério (este personagem faz parte do universo de Cyborg, por isso é possível que apareça na Justice League e no filme de Cyborg), mais imagens do funeral de Super Homem e imagens de Batman a roubar a Kryptonite a Lex Luthor facto que complementou essa parte da história.

Futuro

Apesar da grande melhoria em termos de argumento que fez com que a história fosse mais compreensível e coesa no geral, continuam a haver cenas não explicadas e que falham. O sonho de Bruce Wayne sobre um futuro onde o Super Homem se torna mau e o aparecimento de Flash é completamente descontextualizado e continua a aparecer do céu e a não ter seguimento. Outra das cenas que ainda se mantém é a cena patética de Batman não ter morto o Super Homem pelas mães terem o mesmo nome. O meu cunhado estava a ver o filme comigo e eles ficou completamente à nora nessas duas cenas com um mega WTF! A Wonder Woman também não é nada desenvolvida neste filme o que mostra que ela precisava mesmo de um filme de apresentação antes deste, de modo a que as pessoas a pudessem conhecer.

Esperemos que não cometam os mesmos erros em Justice League. Ficaria muito contente se não o fizessem.

O filho vermelho chegou ao Covil

Red Son

“E se o Super Homem tivesse caído na união soviética?”. Esta é a permissa da história de BD da autoria de Mark Miller. Em Superman Red Son, a nave de Kal’el cai numa pequena terra da Ucrânia e não no Kansas mudando completamente o mundo à sua volta. Nesta história passada no auge da Guerra fria, Super Homem simboliza o poder da União Soviética de Staline e do socialismo.

Ainda só li as primeiras páginas mas parece-me uma grande obra de ficção. Ansioso por lhe deitar as mãos e acabá-la. Uma coisa é cerca: estou ansioso por descobrir o Batman soviético. Épico!!!

Superman Red Son

Novo Catálogo Lego 2ª metade de 2016

Catálgo LEGO para a segunda metade de 2016

Saiu recentemente o catálogo LEGO para a segunda metade de 2016. Muitas novidades e muitos sets a continuarem a manter-se.

Algumas referências especiais para os sets da Marvel 76057 Spider-Man: Web Warriors Ultimate Bridge Battle e 76059 Spider-Man: Doc Ock’s Tentacle Trap que trazem minifiguras fabulosas do universo do Homem Aranha como Scorpion, Kraven, Spider Girl, Scarlet Spider, Dr Ock, Vulture, Green Goblin e White Tiger.

76057 Spider-Man: Web Warriors Ultimate Bridge Battle

76059 Spider-Man: Doc Ock's Tentacle Trap

Em relação ao universo DC, duas referências especiais para 76055 Batman™: Killer Croc™ Sewer Smash e o 76054 Batman™: Scarecrow™ Harvest of Fear os quais têm novas minifiguras como Scarecrow, Killer Moth, Blue Beetle, uma versão XXL de Killer Croc, Katana, Red Hood, Captain Boomerang e mais duas versões de Batman. Quero-as!!!

76055 Batman™: Killer Croc™ Sewer Smash

76054 Batman™: Scarecrow™ Harvest of Fear

Em relação a Star Wars, temos alguns sets novos como o mega 75151 Clone Turbo Tank e 75148 Encounter on Jakku™ que trás o personagem de Unkar Plutt. Em relação a Rogue One, este catálogo apenas trás uma página de Tease a indicar que os novos sets vão estar disponíveis em Setembro de 2016 (mesmo a tempo dos meus anos).

Rogue One Lego Tease

E sem mais demoras, o catálogo completo em Inglês (não consegui arranjar a versão portuguesa infelizmente). De referir que os sets presentes no catálogo já estão disponíveis para compra na loja online da LEGO.

https://catalogs.lego.com/BrandCatalog/BrandCatalogue2HY2016/aus/