Crouching Tiger Hidden Dragon: Sword of Destiny

Sempre fui um grande aficionado de artes marciais, principalmente de filmes de artes marciais. Bruce Lee, Jackie Chan, Jet Li, Donnie Yen e até Chuck Norris acompanharam a minha infância. Tentei ver muitos filmes de artes marciais chineses, mas considero que sempre me pareceram um pouco alternativos. Isto até chegar O Tigre e o Dragão.

O Tigre e o Dragão foi não só uma surpresa para mim como para meio mundo. Foi o filme de língua estrangeira que mais facturou nos Estados Unidos ($128 milhões segundo a wikipedia) e um estrondoso sucesso mundial. Surpresa porque quer pelo género, quer por ser um filme em mandarim não é normal.

Este filme marcou uma geração. Apesar de o considerar em alguma partes não seguia o tipo de filme que o mundo ocidental está habituado, convenceu pela história, pelos personagens e sobretudo pelas lutas de artes marciais com armas bem ao estilo do que o oriente está habituado a oferecer.

SwordOfDestiny

16 anos depois da sua estreia, a Netflix decidiu pegar no IP e lançar uma sequela. Do filme original nota-se logo uma grande diferença. Este vai ser falado em inglês. A segunda é que apenas Michelle Yeoh (Yu Shu Lien) faz a ponte para o filme original. Como reforços de peso temos Jason Scott Lee (o homem que fez de Bruce Lee em 1993 no filme Dragon: The Bruce Lee Story) e o grande Donnie Yen (o IP Man).

Pelo trailer o filme parece estar mais ocidentalizado com lutas na mesma categoria que o seu antecessor, mas vamos tirar conclusões quando ele estrear a 26 de Fevereiro de 2016 no Netflix. Até lá, é ver e rever o trailer.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.