DC Comics vai relançar clássicos da Hanna Barbera

Aqueles que têm mais de 25/30 anos de certeza se lembram da Hanna Barbera. A Hanna Barbera foi uma empresa fundada em 1957 nos Estados Unidos que dominou o panorama das séries de animação durante cerca de 30 anos (até aos anos 90) com clássicos como Scooby Doo, The Jetsons, The Flintstones, Yogi Bear ou The Smurfs. Após o ano 2000, a empresa que detinha Hanna Barbera, a Turner, fundiu-se com a Warner e o nome Hanna Barbera desapareceu completamente sendo todos clássicos atrás referidos parte integrante do universo Warner.

Agora, em 2016, a DC vai revitalizar algumas dessas séries míticas dando-lhes um update para o novo século. Infelizmente por agora é só em modo Banda Desenhada. Quiçá no futuro possamos ter séries de televisão.

Scooby Doo Apocalypse

Scooby Doo Apocalypse
Créditos da Imagem: DC Comics

Freddie, Velma, Daphne, Shaggy e Scooby-Doo vão ter que salvar o mundo de uma experiência que correu mal. O mundo está cheio de monstros mutados por um virus de nanite que aumenta os seus medos, terrores e instintos básicos. Desta vez os monstros são reais numa aventura pós apocaliptica onde os nossos heróis vão ter de usar todas as suas capacidade de resolução de mistério para sair desta embrulhada. A história vai ser escrita por Jim Lee and Keith Giffen (Justice League 3001) e a arte por Howard Porter (Suoerman).

Penso que é uma abordagem muito radical ao Scooby Doo. Acaba por ser um total remake ao core da história, deixando se ser um mistério de monstros que eram sempre falsos, para uma realidade onde os monstros são bem reais e a equipa de Mystery Machine são quase os Ghostbusters do sítio.

Future Quest

Future Quest
Créditos da Imagem: DC Comics

Esta é uma história que junta o aventureiro mais icónico do mundo de Hanna Barbera, Jonny Quest, e o seu companeiro Hadji, com um conjunto de heróis de outras séries criadas pela mesma empresa. Temos Space Ghost, The Herculois, Birdman, Mightor e Frankenstein Jr, e muitas outras. Muitas destas séries infelizmente não me lembro e não sei se alguma vez chegaram a passar na televisão portuguesa.

Esta banda desenhada vai ser trazida à vida por Writer Jeff Parker (Aquaman, Justice League United, Batman ’66) e o artista Evan “Doc” Shaner (Justice League Darkseid War: Green Lantern).


Créditos das Imagens: DC Comics

Wacky Raceland

Wacky Raceland
Créditos das Imagens: DC Comics

Uma das séries mais míticas que deu na televisão portuguesa vai ser totalmente refeita e, ao que parece, deixa de ser a série cómica e goofy para passar a ser uma série em que de Wacky Race só tem mesmo o conceito dos carros.

Numa época de esperança e inocência com a Utopia na linha da chegada deu caminho a um Armageddon planetário e um deserto cheio de lagos radioactivos, tempestades de nanotecnologia e mutantes canibais. Contra estas adversidades, os Wacky Racers continuam a sua corrida, mas agora numa competição para a sobrevivência, onde só pode haver um vencedor quando a bandeira de vencedor for largada (adaptado e traduzido da descrição original da DC).

Esta série vai ser trazida à vida pelo escritor Ken Pontac (Reboot, happy Tree Friends), o artista Leonardo Manco (Hellblazer) e o design dos veículos por Mark Sexton (Mad Max: Fury Road).

The Flinstones

Flintstones
Créditos das Imagens: DC Comics

Esta é a família mais conhecida da pre-história e, segundo a DC, pouca coisa vai mudar nos hábitos de Fred, Wilma, Barney e Bety. Muda o aspecto trazido pela artista Amanda Conner (Harley Quinn, Starfire) e a direcção da história que agora é dada pelo escritor Mark Russell (Prez, God is Disappointed in You). Só esperemos que este novo take à série não acabe com o tom cómico que a sempre nos habituou.

Enquanto esperamos que estas séries cheguem de novo à televisão, as bandas desenhadas vão estar disponíveis nas bancas a partir de Maio, isto nos Estados Unidos. Por cá penso que estarão presentes pela mesma altura em lojas da especialidade ou então sempre através do ebay ou amazon.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.