A crise e a recuperação da LEGO

É do domínio publico que em 2003 a LEGO enfrentou uma crise que quase levou ao fecho da empresa. A LEGO, apesar de ser uma marca muito bem sucedida, não conseguia compreender o mercado e por isso muitas decisões que tomou afundaram ainda mais a empresa (como a colecção Galidor). Mesmo as marcas Star Wars e Harry Potter não era suficiente dado que só geravam dinheiro nos anos em que os filmes eram lançados.

Com a perda da patente da “peça”, a LEGO teve que inovar e chegar mais perto do consumidor. Concentrou-se na minifigura LEGO e naquilo que realmente tornava a marca única e especial, focou-se no seu Hedgehog Concept.

David Robertson, o autor de Brick by Brick, fez uma apresentação onde explica a inovação, a crise e a recuperação do colosso mundial que é a LEGO.

Particularmente interessante para pessoas que, como eu, adoram LEGO e gostam de negócios.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.