Capitão América : Guerra Civil

Capatin America: Civil War

3 dias passados sobre a estreia e finalmente tive a oportunidade de ver o mais recente filme da Marvel.

Este novo filme apanha os Vingadores numa fase em que já salvaram o mundo duas vezes. No entanto, apesar de serem amados por muitos, são odiados por outros. E penso que este é o repto principal da história: a regulamentação das actividades dos Vingadores e a posição de cada um deles em relação a esse facto. Obviamente que isto leva a um conflito que separa o grupo e leva à tão badalada luta que podemos ver nos trailers.

Team Captain

No geral penso que o filme está bastante bom. Tem uma história que se vai construindo não revelando logo todos os detalhes. A quantidade de super heróis também não causa confusão, sendo bastante bem introduzidos na história. O aparecimento de Black Panther é bastante natural e justificado sendo Chadwick Boseman bastante bom na pele do herói.

Black Panther

Quanto a Tom Holland, o novo Peter Parker, acho que o papel lhe assenta que nem uma luva: é engraçado, extrovertido, brincalhão e dá a Homem Aranha quase um tom de comic relief que assenta muito bem no filme e que contrasta com a seriedade introduzida pelo Black Panther.

Spider Man

Mas obviamente que nem tudo são rosas. A presença do vilão Crossbones, Frank Grillo, é rápida e fugaz. É utilizada para não só fechar um ciclo iniciado em winter soldier, como para iniciar a história. Foi pena não ter mais presença de ecrã. O vilão principal, Daniel Brühl, encarna Helmut Zemo, personagem que diverge totalmente das comics e que nem possui o título de Barão. Apesar do seu plano ser inteligente, carece de um final tchanam… Senti que, apesar do bom actor que o encarna, o personagem não teve a presença que se impunha (como Red Skull teve no primeiro Capitão América). Foi um vilão apático, que nunca se conseguiu impor, que andou sempre nas sombras e que no final parece patético.

No entanto, e apesar do vilão mediocre, o filme vive mais do confronto entre os Vingadores. As cenas de luta, especialmente a cena do aeroporto, estão muito bem feitas deixando o espectador colado ao ecrã. A estrela do filme é sem dúvida Chadwick Boseman. Deixou-me positivamente surpreendido, curioso e expectante pelo filme que vai introduzir o personagem, possivelmente a origem, em 2018.

Já agora, uma pequena nota: é incrível a quantidade de pequenas edições que se faz num trailer ao ponto de esconder personagens, como por exemplo a presença do Homem Aranha em algumas cenas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.