Os efeitos especiais de Lost in Space

Lost in Space é um série de ficção cientifica dos anos 60 que teve uma recente reedição no Netflix.

Como já vai sendo normal, a qualidade das séries de ficção tem melhorado significativamente. Confesso que a segunda temporada está ao nível do que melhor se faz em Hollywood e que supera muitos filmes de linha da frente.

A empresa responsável pelos efeitos (ou pelo menos parte deles) na segunda temporada de Lost in Space chama-se Mackevision. Esta empresa possui um canal de Vimeo onde costuma partilhar os seus trabalho. Por achar trabalho e Lost in Space tão bom, decidi partilhar aqui no Blog.

Star Trek: Picard

Desde miúdo que sou fã de Star Trek. Sou fã talvez porque sempre adorei ficção cientifica e consumia tudo o que dava na televisão e o pouco que conseguia arranjar em video clubes. Era frequente passarem na televisão portuguesa séries da Star Trek, especialmente na RTP2. Assim de repente lembro-me de ver vários episódios da Next Generation, Voyager e Deep Space Nine.

Star Trek Next Generation, Voyager and Deep Space 9

Nessa altura era criança e não era muito esquisito. Tinha naves e era no espaço o que significava que podia ficar ali horas. Confesso que mais de metade dos episódios era pouco interessantes. Não fossem passados no espaço, e qualquer das séries mencionadas acima eram só… secantes.

Felizmente as séries de televisão evoluíram e os seus argumentos tornaram-se mais ricos e complexos em grande parte porque o público ficou muito mais exigente.

Aqui entra Picard. Picard tenta fazer renascer o famoso capitão da Enterprise, Jean-Luc Picard. Mais velho e claramente mais desgastado, esta série tenta ser a sua última. Desta feita sem acesso à grande nave da federação e com uma equipa bastante reduzida, tenta por fim a uma conspiração e salvar a filha de um velho amigo. Pelo meio aparecem velhos conhecidos como o Comandante William T. Riker (AKA Number One) , Deanna Troi, Data e Seven of Nine (um dos personagens mais emblemáticos da série Voyager).

No geral a série está muito boa. Tem uma continuidade de episódio para episódio, trás elementos que os Trekkies adoram como os Borg e os Romulan, ambos velhos “amigos” de Picard. Tem boas cenas de acção e explora alguns elementos do franchise em mais detalhe como os cubos Borg. O único elemento menos bom na série é o facto de se notar bastante a velhice de Sir Patrick Stewart. Continua a ser um exímio actor, mas infelizmente nota-se muito o peso da idade e isso reflecte-se na sua performance. No entanto estou convencido que a série não vai desiludir os fãs e aqueles que gostam de ficção cientifica.

A primeira temporada conta com 10 episódios já todos lançados. A série já foi renovada para uma segunda temporada cuja data ainda não está confirmada, mas espera-se que estreie no final de 2020, inicio de 2021.

Luke Cage Estreou

Luke Cage

Estreou ontem a nova série do Netflix e da Marvel, Luke Cage.

Após ver o primeiro episódio senti que a qualidade está definitivamente ao nível de Dare Devil e de Jessica Jones. Mostra que a Netflix já percebeu a fórmula e vai repeti-la.Não é de estranhar que já tenha 8.9 de pontuação no IMDB (à data deste artigo).

À semelhança dos seus antecessores são 13 episódios que contam a história de Luke Cage após alguns meses após Jessica Jones.

Algo que notei foram as referências a outros heróis Marvel, invocando mesmo o nome de Tony Stark. Acho que dado o sucesso destas séries era brilhante um crossover com o MCU.

Portanto o vício dos próximos dias está escolhido.

Star Trek faz 50 anos

Star Trek 50

Foi a 8 de setembro de 1966 que estreou uma das maiores e mais antigas séries de ficção cientifica. Star Trek faz hoje 50 anos e está cá para as curvas. Foram 6 séries diferentes, uma delas animada, e 13 filmes (6 da série original, 4 da nova geração e 3 do reboot de 2009).

Eu sempre tive uma relação de amor ódio com esta série. Se por um lado é uma série de Sci-fi (e eu adoro Sci-fi) com episódio muito muito bons, por outro lado não deixa de muitas vezes parecer uma novela espacial com cerca de 80% dos episódios a serem uma valente seca. Felizmente o reboot de 2009 mudou um pouco isso e tornou Star Trek um filme de acção de ficção cientifica competindo com o seu grande rival Star Wars (e só estes comentários dariam pano de discussão entre os fans e os puros, discussão essa na qual eu me recuso a entrar).

Em 2017 vamos assistir a mais uma série a adicionar às 6 já existentes com o nome Star Trek: Discovery. Esta nova série tem lugar 10 anos antes da série original e foca-se na nave Discovery. Pouco mais se sabe sobre a série a não ser que vai começar no inicio do ano. Até lá temos o 3º filme do reboot que ainda não vi, mas estou ansioso para.

Parabéns pelos 50 anos. Decerto é uma daquelas séries lendárias que ainda não viu os últimos dias.

Westworld

Westworld é a nova série da HBO que estreia dia 2 de outubro. Ao início parece um simples western, mas rapidamente percebemos que é muito mais que isso.

O leque de actores é absolutamente estrondoso: Anthony Hopkins, Ed Harris, James Marsden, Thandie Newton, Jeffrey Wright e tantos outros (ver mais no IMDB)…

Será que esta é a série que pretende substituir Game of Thrones como a flagship da HBO? Com o tempo vamos ver. Por agora fica aqui o segundo trailer.

Luke Cage a caminho do NETFLIX

É já no dia 30 de setembro que estreia mais uma série do universo MARVEL, LUKE CAGE.

Luke cage já nos foi apresentado na série Jessica Jones. É um afro americano de 2 metros que possui força sobre humana e possui um corpo super resistente.

Ontem foi finalmente revelado o trailer e parece que está com muito bom aspecto. Se estiver ao nível de Jessica Jones e Dare Devil, podemos contar com mais uma excelente série NETFLIX.

Transformers: Combiner Wars

Ultimamente tenho andado a recordar o mundo dos Transformers através da série Transformers Prime. Apesar de ser mais séria que muitas que existem ou existiram, continua a ser uma bocado teen não apelando certamente a um público mais adulto (mas claro que esse não era target quando a imaginaram).

Agora a Hasbro, juntamente com o canal Machinima, desenvolveram uma séries web que visa apelar a um público que cresceu a ver a série original dos anos 80. Assim nasce Transformers: Combiner Wars que se centra em Transformers que se podem combinar e formar Transformers maiores, como o Devastator. Vai ser uma nova história completamente diferente daquilo que tem sido explorado até ao momento sendo quase uma continuação da série original.

Starscream

O concept art parece estar a um bom nível. A imagem de Starscream transporta-nos imediatamente para a série original dos anos 80 que era exactamente o objectivo. A figura está lá, só que desta feita muito mais detalhada.

Foram entretanto lançados vários pequenos vídeos de introdução a alguns dos personagens: Optimus Prime, Starscream, Windblade e Victorion.

E finalmente foi lançado o trailer da série:

Pelo trailer dá para perceber o tipo de animação, que me parece bastante aceitável, e um pouco da história sem revelar muito a sua direcção. O primeiro episódio estreou na plataforma go90 (que não está disponível no nosso país).

Vamos esperar que os episódios sejam lançados no canal oficial da Machinima para perceber perceber se realmente esta série vai ter um futuro feliz e ser uma referência para todos os fans adultos desse grande universo que são os Transformers.

Novidades da Marvel

A San Diego Comic Con (SDCC) é uma feita de cultura pop que está a decorrer por esta em San Diego, , Estados Unidos.

Foi nesta feita que a Marvel e a Netflix aproveitaram para divulgar os trailers dos seus próximos projecto, nomeadamente Luke Cage, Iron Fist e os Defenders.

Luke Cage, ou Power Man, já é um velho conhecido da série Jessica Jones. É um mutante que possui para além de força sobre-humana, um corpo praticamente indestrutível.

Os episódios vão estar disponíveis a 30 de setembro.

Depois de Luke Cage temos Iron Fist, um herói perito em artes marciais e detentor de uma habilidade mística conhecida como Iron Fist.

Não foi anunciada data de lançamento, no entanto garantidamente vais estrear depois de Luke Cage.

Ainda temos a confirmação da 3 temporada de Daredevil, com um pequeno teaser e sem nenhuma data definida.

Por fim temos o culminar de 4 séries, DareDevil, Jessica Jones, Luke Cage e Iron Fist que vai dar origem a uma nova série com todos estes heróis (ao bom estilo MCU, mas para séries). Ainda não se conhece nada da história, mas, segundo o teaser, tem estreia marcada para 2017.

A Netflix já nos habitou mal em termos de séries. Especialmente as da Marvel, costumam ser muito boas. Daí a fasquia estar bastante alta.